27 de Outubro | Gala entrega de premios e actuacións

Auditorio de Galicia | Compostela

Samuel F. Pimenta

Foz

Falo-te da condição dos rios
do gelo das montanhas
e dos peixes
dos seixos e escarpas
que ainda dobram as minhas águas.

Falo-te das florestas
dos percursos ocultos
[câmaras subterrâneas que esculpi]
e das vidas a quem dei de beber.

Falo-te do tempo que demora um grão de areia a nascer.

E tu revelas-me o encontro azul das águas
o movimento das vagas
o sopro do sal.
Falas-me do mundo submerso
dos segredos que escutaste nos búzios
e das velas brancas
dos barcos ao partir.

Já não sou rio nem margem.
Sou líquido com asas a crescer no horizonte.

 

Ascensão da água,
Labirinto, 2020, p. 5.

Desprazamento
Bottom Reached
GL